Na manhã deste domingo, 25, último dia do Regional Norte-Nordeste do Circuito Loterias Caixa, que teve início na sexta-feira, 23, em Aracaju, Mateus de Assis Silva (CDDU-MG) pediu para levantar 185 kg e conseguiu. Na segunda tentativa, aumentou o peso em 10 kg e levantou novamente. Ele bateu a marca pessoal na categoria até 107 kg que era de 193 kg, alcançada no Mundial Junior da modalidade, no México em 2017, onde obteve a prata. No regional, ficou com o ouro.

A etapa de Aracaju teve inicio na sexta-feira, 23, e reuniu mais de 400 competidores no halterofilismo, atletismo e natação.

Aos 20 anos, Mateus, que é cadeirante em razão da mielomeningocele, não competirá mais na categoria júnior a partir desta temporada. No entanto, o ritmo de treinos não mudou: “ Eu já competia entre os adultos antes, então, não mudou muito. São novas marcas”, diz o atleta que, em sua terceira tentativa de levantar peso, pediu 207 kg, um a mais que o recorde brasileiro adulto da categoria, mas não conseguiu.

Além da força, chama a atenção uma tatuagem no braço direito do mineiro: uma frase de música da cantora pop americana, Britney Spears. Ele não esconde o quanto é fã da artista. “Acompanho desde o início da carreira, minhas redes sociais todas têm fotos e referências a ela”

Questionado se esta é uma quebra do estereótipo que se faz dos halterofilistas, de quem se espera brutalidade, Mateus explica: “Nunca fui criticado, mas algumas pessoas vêm elogiar o fato de eu ser demonstrar bem o que eu gosto”.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro