reg

Ex namorado de Britney leiloa manuscritos de músicas inéditas, vídeos raros de turnê, demos nunca vazadas, cartas, fotos e roupas íntimas da cantora

  • 28 de abril de 2018

Reg Jones foi namorado de Britney no ensino médio, ainda em Kentwood, Louisiana, quando ele tinha 17 e Spears 14 anos. Ele era capitão do time de futebol do colégio e, à época, uma jovem Britney e seus pais lutavam por um contrato em gravadora, enviando diversas demos em fitas cassetes. Quando “…Baby One More Time” foi lançada, três anos depois, Britney e Reg ainda estavam juntos, e ele guardou diversas recordações desta época, que agora estão indo a leilão. São várias peças, incluindo demos inéditas de músicas de outros artistas, mas cantadas por Britney, manuscritos com composições da cantora de 1998 e escritas de próprio punho, cadernos onde ela treinava autógrafos, repetia o nome do seu namorado e escrevia possíveis endereços para seu futuro site (Britney.com; foto abaixo). São 37 itens e muitas memórias:

 

Há também roupas íntimas da cantora, como calcinha, sutiã, sapato, boné, cartões postais e um papel com um pedido de desculpas, além de outros itens. Abaixo, uma das fotos sendo leiloadas por Reg, do natal de 1996:

Em entrevista concedida em 2000, um Jones mais velho relembra como foi o começo de sua relação com Britney. Ele afirma ainda que foi seu primeiro namorado, além de contar que a fama os separou: “Ela mal podia acreditar quando eu a pedi em namoro. Eu era a pessoa para quem todos olhavam no colégio, eu era ‘o famoso’ naquela época”, conta o moço que, enquanto Britney lançava o álbum “Oops!”, trabalhava como garçom em um restaurante na Pensilvânia, EUA. Abaixo, um lote com diversas fotos dos dois e do começo da carreira de Britney. Na quarta imagem, da direita para esquerda, na primeira fila, vemos ela com Max Martin, compositor de  “…Baby One More Time”:

 

Segundo Jones, o estilo de vida dos dois os separou e Britney teria escrito diversas cartas para ele implorando para voltar, enquanto ela estava na Suécia, terminando de produzir seu primeiro disco. “É estranho ver o quão famosa ela se tornou. Fico vendo seu rosto na TV e nas revistas e ainda não consigo me acostumar. Para mim, ela ainda é apenas minha Brit. Ela não era apenas minha namorada, era também minha melhor amiga”, conta Reg Jones. Abaixo, foto do casal com amigos em uma formatura. As imagens também estão sendo leiloada:

Uma das cartas que não está em leilão é descrita por ele na íntegra na entrevista concedida em 2000. Britney teria  escrito para Reg antes de ir para a Suécia trabalhar no álbum e teria dito:

“Eu gostaria tanto que você viesse comigo…Pensarei em você quando eu estiver lá. Eu sei que é muito difícil quando estamos separado – pelo menos é para mim -, mas eu penso no futuro e sei que eu tenho algo incrível que está para acontecer e isso me mantém forte. Diga a sua família que eu sinto muita falta deles e que mal posso esperar para vê-los novamente. Tenha cuidado com as coisas e por favor não se machuque enquanto eu estiver fora, pois eu morreria se isso acontecesse. 

Por favor não se esqueca de mim! Eu te amo muito e estou com muita saudade.

Com amor, Brit”

Em outra carta, esta sim em leilão, Britney pede desculpas ao Reg por algo que ela diz nem saber o que é: “Reg, (carinha sorrindo), me desculpe pelo que eu possa ter te feito. Espero que você não esteja com raiva de mim. Tenha um bom dia e boa sorte no seu jogo [de futebol]. – Britney”

O ex namorado então conta como foi  o processo de transição de Britney para a fama, relembrando quando ambos foram assistir “Titanic “no cinema: “Gostamos tanto que fomos duas vezes”, diz. “Ela particularmente ficou fascinada pelo Leonardo DiCaprio. Dias depois ela me ligou de Los Angeles e disse ‘advinha com quem eu tava conversando? DiCaprio”. 

O leilão também possui músicas escritas por Britney, sem título, como mostra a folha de caderno abaixo, onde a cantora escreve: “Eu percebi que você estava indo pelo seu próprio caminho / Logo quando te vi, você me tirou o fôlego / Seu sorriso é tão doce, por favor, ria novamente, já que sei que provavelmente nunca te virei outra vez / Você pegou meu coração, capturou a minha alma / preencheu meu corpo com prazeres que ninguém nem conhece”.

Ainda sobre música, estão disponíveis  fitas cassetes com demos e um lote com versões promocionais de “…Baby”, além de um cover de Britney para “I Have Nothing”, de Whitney Houston – nesta fita há o nome do seu pai e o telefone dele para que a gravadora retornasse.

Há também uma cassete com faixas que se tornariam ainda muito famosas, como “From The Bottom of my Broken Heart”, “Soda Pop” e “Thinkin About You”. Todas do seu primeiro disco. Outras cinco músicas estão na fita, das quais duas já conhecemos: “You Got It All” (regravação que saiu como faixa bônus do álbum “Oops!”, mas foi cantada ao vivo por Britney ainda em 1998, num showcase na Ásia) e “Luv The Hurt Away” (gravada para o “…Baby”, mas que só vazou por volta de 2009). Outra faixa, “Let Me Take You There“, inédia, tem o título muito similar com um dueto que Britney gravou com o Justin Timberlake ainda no Mickey Mouse Club (MMC), o que pode indicar ser uma versão da música “I’ll Take You There”  (veja vídeo dela cantando a faixa com JT no MMC). Sobram então duas faixas inéditas: “Wishing on a fallen star” e “Nothing less more then real“. Estamos orando desde já para que quem ganhar o leilão das fitas, vaze as músicas. O lance inicial é de 200 dólares para esta cassete (abaixo), mas Reg espera conseguir 1.200 dólares com apenas neste item:

 

Na última cassete do leilão, a própria Britney escreve no rótulo as três faixas, “You Got it All”, “Love The Hurt Away” e “Let Me Take You There”, para a qual há uma indicação escrita de que foi composta por Britney e Full Force, um banda do Brookly, que produziu todas as faixas da listadas abaixo:

Nos vídeos, algumas outras raridades. A primeira fita traz uma entrevista de Reg ao canal Extra, em 1999, que pode ser vista aqui. ; a segunda não indica conteúdo, enquanto a terceira traz um especial da VH1 que pode ser visto aqui; a terceira guarda, segundo Reg, uma versão ainda não finalizada do clipe de “…Baby One More Time”, enquanto outra fita traz a versão final. Há também uma intitulada de “Britney Tour”, que pode ser um dos shows de abertura do ‘NSYNC, a mall tour ou a turnê do disco “…Baby One More Time”, mas Reg preferiu não dizer qual é. Vamos também torcer para ser da turnê do primeiro disco, a qual nunca foi lançada com filmagem profissional (ou pelo menos num vídeo amador razoável).

Na parte mais íntima, há uma calcinha que ele diz ter sido usada por Britney e um sutiã preto, com bojo:

Há ainda diversas outras cartas e bilhetes. Abaixo, Britney tenta manter contato Reg e envia algumas fotos, junto com uma cartinha, escrita em 20 julho de 1999, na cidade de Atlanta, a qual Britney brinca, chamado de “Hotlanta”, por conta do calor.

Além de diversos cartões de amor (é muita fofura!):

Abaixo, Britney diz “Reg, hey baby! Eu te amo muito. Nunca se esqueça de mim. Eu te amo. Britney”, para o caso de você ter alguma dúvida de que “baby” é realmente uma marca da Britney:

Nesta outra imagem, de um cartão postal, Spears escreve: “Hey baby, sinto muita falta sua, mas estou super ocupada para falar com você tanto quanto eu gostaria. Eu espero que você esteja indo bem no colégio e jogando duro por mim. Diga para sua família que mandei um “oi”! Te amo muito! Com amor, Britney”.

Há ainda uma Rolling Stone de 1999 autografada:

Além de outros itens que você pode ver, ou até dar um lance, no site do leilão.

O término do relacionamento dos dois foi amigável, segundo Reg, e eles continuaram ainda se falando por alguns anos. “Quando terminamos foi muito duro. O término acabou comigo. Minha mente me dizia que era o certo a fazer para nós dois, mas meu coração dizia outra coisa. Sentamos na varanda da casa dos pais dela e conversamos muito sobre isso. Demos muitos abraços e beijos de despedida ainda, mas concordamos em sermos apenas amigos. Ainda somos, inclusive! Eu voltaria com Britney amanhã se eu pudesse, mas acho muito difícil que isso aconteça“, disse Reg Jones no ano de 2000. E, caso a história acima pareça familiar, é  por termos visto algo muito parecido no clipe de “From The Bottom Of My Broken Heart”. Relembre abaixo:

 

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.