Britney preto e branco pb bw

“Britney poderia ter morrido caso não fosse internada”, diz jornal

  • 19 de abril de 2019

O jornal The Blast publicou matéria nesta quinta-feira (18) com atualizações sobre o estado de saúde de Britney e sua internação, após rumores de que ela estaria internada contra vontade própria. Traduzimos o texto abaixo:

Britney Spears estava em um estado tão ruim antes de entrar em uma clínica para tratamento que os consultores de sua equipe pensaram que ela corria risco de morte caso ela não conseguisse ajuda o mais rápido possível.

Uma fonte com conhecimento direto da situação disse ao The Blast, na época em que os conselheiros de Spears estavam negociando sua segunda residência em Las Vegas, “Domination”, que era nítido a qualquer um que falasse com Britney de que ela estava “fora de controle” e que ela não estava em posição, devido à sua saúde mental, para lidar com a carga de trabalho ou se apresentar em público [ Opinião: talvez por isso tenham impedido ela de falar qualquer coisa no anúncio da “Domination”]

Disseram-nos que Spears começou a mostrar um comportamento semelhante ao seu estado emocional em 2008, quando a estrela estava internada em uma ala psiquiátrica de um hospital e acabou sendo colocada em uma conservadoria sob os cuidados de seu pai, Jamie Spears.

Britney com o pai, irmão e segurança, em março de 2013
Imagem: FlameFlyNet/Zimbio

O The Blast afirma que ficou muito claro para qualquer pessoa, que recentemente interagiu com Spears, que ela não estava tomando a medicação prescrita,ou tomando as quantidades erradas de medicação, e que sua saúde mental geral havia “deteriorado” para um ponto perigoso. Como disse uma fonte, se ela não entrasse em um tratamento ou não conseguisse ajuda imediata, “ela estaria morta”.

Foi-nos dito que o pai de Spears percebeu o quão ruim era a situação e tomou a decisão final para que ela entrasse em um centro de tratamento, e todos na equipe sentiram que era o momento certo para ele “agir”.

Ao tentar descobrir o que estava errado com a filha, nossa fonte diz que Jamie Spears se reuniu com “vários médicos” e Britney foi colocada em “vários medicamentos diferentes”, mas nos disseram que a manutenção contínua e diária de sua condição não estava sendo executada corretamente.

Preocupada com o fato de que a gravidade da situação vazaria para a mídia, sua equipe divulgou a história de que Spears estava buscando tratamento porque estava perturbada com a doença do pai, mas nos disseram que a história foi inventada como uma cortina de fumaça para a verdade.

Britney com pai em abril de 2013
Imagem: Zambio/FlameFlyNet

Em 11 anos de tutela, Britney esteve mentalmente estável e prosperando por longos períodos de tempo. Mas, nos disseram que o sucesso foi em grande parte devido a um conjunto específico de advogados, médicos e profissionais que a ajudaram a navegar em seus assuntos pessoais e seus negócios.

A fonte do The Blast diz ainda que a autoridade do pai sobre Britney mudou nos últimos meses, e as pessoas encarregadas da agenda diária da cantora de “Toxic” não levava em conta sua condição mental. Disseram-nos que Spears será a mais bem-sucedida artista quando alguém, com formação médica e familiarizado com problemas psiquiátricos, estiver a acompanhando durante os sete dias das semanas, tanto na vida profissional quanto pessoal.

Nossa fonte afirma que Spears recebeu quantidades cada vez maiores de liberdade dentro da tutela, dando a ela acesso a celular, redes sociais etc., e nos disseram que isso “era uma receita para o desastre”, e infelizmente o desastre aconteceu.

Britney em 2017, saindo de um estúdio de dança em Los Angeles

Foi relatado no início desta semana pelo “The Britney’s Gram Podcast” que uma das questões de nova contenção de Britney foi que ela foi vista dirigindo – algo que teria sido vetado por seu pai. Nossa fonte confirmou a informação, e adicionou que “a qualquer momento que ela dirigisse, ela se metia em apuros”. Dizem que um guarda de segurança foi designado para ficar com ela o tempo todo e levar a estrela para onde ela quisesse. No entanto, em 6 de janeiro, Spears foi vista dirigindo com seu namorado, Sam Asghari, mas sem sua equipe de segurança presente.

Britney com Sam em 6 de janeiro de 2019, comprando comida na hamburgueria In N Out

Nos disseram que não está claro quando Spears será liberada do tratamento, e embora ela “não esteja sendo mantida contra sua vontade”, ela não estava totalmente de acordo com a internação, pelo menos quando o assunto foi introduzido.

Por enquanto, nos é dito que os profissionais do centro de tratamento estão “observando” Britney, e com base em seu comportamento e teste, será possível prescrever um “coquetel de medicamentos” para estabilizar adequadamente a cantora e permitir que ela seja liberada com segurança.

Nossas fontes dizem ainda que a coisa mais importante para a família de Spears e toda a sua equipe é que a cantora receba a ajuda que precisa e seja capaz de funcionar como uma pessoa normal quando sair do tratamento.

Para ler a matéria original em inglês no The Blast, clique aqui.

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.